Ligue-se a nós

Foco

Cemitério Verde, China inova em tecnologia nos cemitérios

Publicação

no

A tecnologia chegou nos cemitérios Chineses

china.inova.em.tecnologia.nos.cemiterios

São 90 mil mortes na capital chinesa por ano. Os cemitérios da cidade começam a ficar sem espaço e a cremação é defendida como a melhor alternativa.

Na capital do país, está cada vez mais claro a escassez de espaço para sepultar. Com uma população local de quase 22 milhões de habitantes, a necessidade de proteger o meio ambiente e a ditadura tecnológica provocaram grandes mudanças na maneira de lembrar e honrar os mortos. E assim nasceram ideias que vão desde enterros ecológicos a caixas de correio para enviar cartas ao além e códigos QR em vez de lápides.

Pode parecer bizarro, em se tratando do difícil momento de se despedir de um ente querido, mas, no cemitério Changqingyuan de Pequim, são muitos os que já contratam estes serviços.

“Meu marido e eu viemos até aqui para ver em que consistem estas novas formas de enterro”, disse Yang, de 50 anos e natural da capital chinesa, à Agência Efe.

Yang olha com curiosidade uma pequena parte de um gramado cercado de cerejeiras floridas e que aparentemente não tem nada em particular, mas um dos trabalhadores do cemitério explica que sob essa terra “descansam” as cinzas de 31 pessoas.

Smartphone como Lápides

“É possível acessar as informações pessoais do falecido no Smartphone com um código QR”, acrescentou Wu Yajun, diretor deste cemitério nos arredores da capital e que abriu suas portas em 2001.

Yajun mostrou vários modelos de códigos gravados em plástico com formato de flor ou de coração e contou que as próprias famílias decidem seu conteúdo, desde músicas e poemas até fotos ou vídeos dos falecidos.

“Estas pequenas placas com o código QR não são colocadas em nenhum lugar do cemitério, já que nos enterros ecológicos as lápides não existem”, explica Wu.

As famílias levam as placas para casa e enviam o código a outros parentes e amigos com os quais desejam compartilhar essa informação, “mas não é algo que seja público, por uma questão de privacidade”.

Espaço Verde como opção

No último dia 25 de março foi inaugurado este novo espaço “verde”, que os responsáveis do cemitério esperam popularizar muito em breve para resolver a escassez de terra e que o governo tenta promover com alguns incentivos.

A realização de enterros em locais “verdes”, eventualmente canteiros ou debaixo de árvores. Para a própria câmara, estas são, no entanto, opções menos viáveis que espalhar as cinzas dos entes queridos no mar. Apesar disso, a cremação não é praticamente escolhida pelos habitantes da cidade. Nos últimos 20 anos, apenas foram feitas 11, 876 cremações.

Pequim já promove um funeral gratuito no espaço verde do cemitério, já que os convencionais custam muito caro para o país.

Para atenuar as perdas econômicas a cemitérios como o de Changqingyuan, este recebe um subsídio governamental de 4 mil iuanes (R$ 1,8 mil) para cada serviço funerário do tipo.

Fontes do Escritório de Assuntos Sociais de Pequim assinalam que um metro quadrado no cemitério pode abrigar os restos de até dez pessoas, se estas forem cremadas de forma ecológica, enquanto da forma tradicional caberiam somente uma ou duas.

“Cerca de 70% das pessoas que estão aqui foram enterradas de maneira’ecológica”, afirmou Wu – outros cemitérios da cidade aderiram a este novo sistema há poucas semanas.

No último sábado, o cemitério Changqingyuan recebeu 15 mil visitantes, o dobro do que deve atrair na festividade que começa amanhã, aparentemente pela curiosidade gerada pelos novos sistemas.

“Venho todos os anos porque meus pais estão enterrados aqui, e para mim é como um ritual”, disse Liu, nascido em Pequim e que nesta ocasião foi ao cemitério acompanhado de sua filha, “para que experimente esta atmosfera”.

Liu contou não ter ouvido falar dos códigos QR, nem dos enterros “ecológicos”, mas acredita que é algo “positivo” se for para proteger o meio ambiente e “solucionar o problema da terra”.

Enquanto ele e sua filha se ajoelham junto ao túmulo de seus antepassados e os homenageiam com bandejas de frutas, doces e dinheiro, outra mulher colocava um papel em uma das muitas caixas de correio que levam mensagens ao além. A carta dizia: “renovar-se ou morrer”. Ou, neste caso, renovar-se ao morrer.

O cu$to de sepultamentos tradicionais

Para que as pessoas deixem de querer enterrar os seus entes queridos e passem a cremá-los, a autarquia decidiu este ano aumentar para o dobro o valor da concessão de um espaço nos cemitérios. De dois mil yuanes (300 euros), a tabela passou para quatro mil (600 euros), um valor pouco acessível para a maioria dos cidadãos, cujo salário médio não ultrapassa os 5,793 yuanes (870 euros). Além disso, para estimular a opção pela cremação, as empresas envolvidas asseguram o transporte gratuito até ao porto de Tianjin, local onde as pessoas podem espalhar no mar as cinzas dos familiares ou amigos. As empresas oferecem ainda um ramo de flores para complementar as cerimônias.

 4,040 total de visualizações

Clique e para ler tudo

efunerario

E-commerce Funerário: sua funerária agora pode vender pela internet

Publicação

no

Voce sabia que Sua funerária pode vender produtos e serviços pela internet?

É momento de abrir mais um novo canal de vendas. Site é uma coisa loja pronta para venda é outra. Atualmente o que mais tem é loja virtual vendendo, serviço ou produto e sua funeraria vais ficar de fora?

Aplique o marketing digital no seu negócio, os resultados podem ser surpreendentes. Você duvida? Com esse meio que temos em mãos, fica mais fácil alcançar mais pessoas e resolver os problemas que elas muitas vezes mal sabem que possuem. Por isso, o marketing é essencial, já que estuda justamente o hábito desses clientes, suas dores, como resolver e como falar a língua deles.

Agora, pensando no ramo funerário, o campo é imenso! Seu e-commerce pode vender além de planos funerários, acessórios e dar diversas opções, até de personalização para que o seu cliente se sinta especial e satisfeito. Que tal conferir alguns itens que podem ser vendidos pela sua funerária pela internet? Confira:

1- Jazigos

Pode ser para usar imediatamente por conta de alguma situação inesperada, ou para planejar e a pessoa comprar pensando no futuro. Vale deixar no seu e-commerce todas as opções de valores, e formas de pagamento bem claras para que seja fácil navegar pela sua loja e o visitante se sentir atraído pelo seu produto. Isso te trás uma reputação muito boa e ele(a) pode recomendar seu e-commerce justamente pela facilidade de encontrar o que precisa de maneira simples e rápida.

2- Coroa de flores

Já pensou em dar ideias de arranjos possíveis para seu consumidor? Com a rapidez tecnológica, o cliente pode ter acesso há possíveis cores de flores, maneiras de combinações, e se sentir atraído a comprar. É uma maneira de trazer suporte para quem mora longe, e perdeu algum ente próximo, além de possuir um atendimento mais rápido, já que com o celular a pessoa tem a possibilidade de acessar tudo e escolher o que achar melhor!

3- Serviços funerários

É uma oportunidade imensa para você expandir todos os detalhes e vantagens de se obter um plano funerário e se destacar dos seus concorrentes trazendo tudo de forma acessível e eficaz. Que tal colocar os serviços com diversas opções de pagamentos, descontos especiais e até incentivos para que os clientes indiquem sua empresa funerária para outros amigos? Ao chegar a mais pessoas, o seu campo de vendas aumenta. Se antes você enxergava a chance de vender X plano para uma pessoa da sua cidade, que tal ver além e vender esse mesmo plano para 10 pessoas da região? O e-commerce engloba essa amplitude.

4- Cremação

Esse item é mais uma alternativa que pode trazer bastante lucro para sua funerária. É bom colocar informações a respeito desse procedimento, dando ênfase que existem custos adicionais. Cada detalhe é importante para seu cliente possuir uma relação com sua empresa de confiança. Não esqueça de mencionar no e-commerce que há o velório, caixão, urna cinerária, o próprio serviço de cremação em si, flores, preparação do corpo, ornamentação, café, cortejo… tudo que sua funerária fornecer.

5- Transmissões ao vivo

Essas transmissões são o que trarão um ponto diferente na sua funerária. As pessoas que moram muito distantes e estão neste momento doloroso, possuem a chance de estarem presentes mesmo dentro de suas casas em outras cidades, estados ou até países. Já pensou que essa pode ser uma maneira de ajudá-las a estar presente nas cerimônias?

6- Velas virtuais

Sim! As velas virtuais existem e acredite ou não, funcionam muito bem quando o assunto é distância. Sua funerária pode adotar isso e acrescentar no e-commerce, viu?

7- Conforto

Apesar destes itens citados acima, em uma situação de perda, as pessoas estão muito abaladas e ter a opção de comprar serviços funerários pela internet pode ajudá-la a passar por essa situação com muito mais calma. As emoções estão a mil, os familiares sensíveis, e sua empresa funerária pode auxiliar dando essa oportunidade de e-commerce.

 

8- Preços

O cliente pode ter uma ideia de quanto vai ficar os serviços que escolheu e comparar, com calma. Ao personalizar tudo que seria interessante para ele naquele momento, o e-commerce entrega o valor que seria cobrado, e assim ele pode pensar e tomar sua decisão de forma consciente.

9- Agilidade

Lidar com burocracia em um momento de luto não é o ideal. E sua funerária consegue deixar o cliente mais tranquilo ao dar a opção de e-commerce para que ele não precise estar envolto com esse problemas burocráticos justamente demorados.

10- Métricas

Ao possuir um e-commerce da sua funerária, há uma vantagem muito importante: entender mais a pessoa que está visitando sua loja e, consequentemente, compreender quem já consome seus serviços. Neste item cai a questão do marketing digital, para que você compreenda o que seus clientes gostam, o que eles não acessam, e itens que gostariam de comprar mas não realizam o pedido, e até horários que entram na loja. Tudo pode ser medido e analisado. E isso é muito poderoso para que se monte uma estratégia de vendas! Há possibilidade de você falar com muito mais pessoas propensas a gostar do seu serviço e comprar com a sua funerária.

11- Valorização do seu negócio

Além de possuir todas as vantagens citadas acima, sua empresa pode ter um crescimento e reconhecimento maior de marca. Trazer coisas novas, opções, flexibilidade, torna a sua funerária um negócio em destaque já que a maioria apresenta os mesmos serviços, da mesma maneira, e isso faz com que não venha tantas pessoas comprar de você. Ao criar algo novo, sai do padrão e há grandes chances de ter um reconhecimento maior. E na internet há uma visibilidade incomum que irá agregar valor demais à funerária.

O leque se abre em meio ao e-commerce, e em pleno 2020, onde as coisas estão cada vez mais ligadas a tecnologia, por que não entrar nesse meio e vender mais, ajudar mais pessoas e ser diferente nesse mercado funerário? Se você tiver interesse em montar uma loja virtual, confira o E-commerce Funerário e entre em contato, tire suas dúvidas, e inove, porque você pode se destacar e crescer ainda mais nesse mercado.

mazinha

Gostou da matéria?

Receba outras no seu Email e WhatsApp

    Seu nome (obrigatório)

    Seu e-mail (obrigatório)

    Número WhatsApp com DDD

    Autorizo o Portal Todas Funerárias a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários (Pare receber salve o nosso número WhatsApp em sua agenda 11 99567 7070)

     3,987 total de visualizações

    Clique e para ler tudo

    Foco

    De volta a vida. A inquietante Síndrome de Lázaro

    Publicação

    no

    O fenômeno é pouco conhecido da ciência até agora 65 casos foram notificados

    O primeiro relato na literatura médica aconteceu em 1982, o fenômeno é perturbador. Alguns pacientes declarados clinicamente mortos voltaram à vida após vários minutos (ou até horas) mesmo tendo sido submetidos a uma ressuscitação torácica fracassada.

    Desde 1982 teve 65 casos e ficou conhecido como a Síndrome de Lázaro. ( A denominação vem do contexto bíblico onde Lazaro foi ressuscitado após 4 dias )

    Embora seja difícil estudar os detalhes desse fenômeno, os pesquisadores trabalham com duas hipóteses para explicá-lo.

    A primeira estaria relacionada à baixa perícia médica com que eram feitas algumas ressuscitações cardiovasculares, o que poderia causar uma pressão no tórax que suprime o batimento cardíaco até a área ser gradualmente descomprimida.

    A segunda teria a ver com a hipercaliemia, altas acumulações de potássio que poderiam retardar o reinício da circulação sanguínea.

    Um dos casos mais impressionantes da síndrome foi registrado no Mississippi, nos EUA, em 2014. Um homem de 78 anos foi declarado morto após ser encontrado sem pulso e acordou, no dia seguinte, em um saco de cadáver.

    Um estudo de 2020 passou a pente fino toda a literatura médica conhecida sobre este fenômeno e conseguiu encontrar 65 pacientes que tinham experimentado esta “ressuscitação automática” entre 1982 e 2018. Dezoito dessas pessoas (28%) conseguiram recuperar completamente.

    Os cientistas analisaram os sinais vitais de mais de 600 pacientes gravemente doentes enquanto estavam a ser retirados do suporte vital. As conclusões revelaram que o coração pode parar e reiniciar várias vezes durante o processo, antes de parar totalmente para sempre.

    No Brasil como em outros países esse risco é fortemente suprimido devido aos procedimentos de tanatopraxia que elimina toda e completamente as chances de isso vir a acontecer. Porem temos que ter em mente que em regiões mais carentes onde os procedimentos do pós morte ainda é pouco realizado se vier acontecer será de grande espanto para todos.

    Fontes: sjtrem biomed central/zap aeiou/wikipedia

    Gostou dessa noticia?

    Receba outras no seu Email e WhatsApp

      Seu nome (obrigatório)

      Seu e-mail (obrigatório)

      Número WhatsApp com DDD

      Autorizo o Portal Todas Funerárias a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários (Pare receber salve o nosso número WhatsApp em sua agenda 11 99567 7070)

       9,261 total de visualizações

      Clique e para ler tudo

      Foco

      Agente funerário posta foto com o corpo de Maradona e é punido

      Publicação

      no

      É a irresponsabilidade de quem deveria cuidar e não de brincar com os sentimentos dos outros 

      Agente funerário Molina que preparou o corpo de Diego Maradona foi punido após postar foto onde mostra o rosto do jogador e ele ao lado fazendo um sinal de positivo com a mão no rosto de Maradona.

      A imagem repercutiu negativamente nas redes sociais e causou grande comoção aos fans e familiares que ficaram indignados com a atitude do rapaz.

      O dono da funerária argentina pediu desculpas à família de Maradona e disse, em entrevista ao site da emissora Todo Noticias, do grupo Clarín, que o funcionário foi “despedido imediatamente”.

      A imagem de Molina fazendo sinal de positivo, com o caixão aberto, enquanto tocava o rosto de Maradona começou a viralizar no final da manhã de quinta em diversos perfis no Twitter e em grupos do WhatsApp.

      O advogado e amigo de Maradona, Matias Morla, mostrou sua perplexidade com o caso e disse, em uma rede social, que o funcionário é “um canalha”, e que não descansará “enquanto ele não responder por essa aberração”.

      “Por conta da viralização da imagem de Diego em seu leito de morte, eu vou pessoalmente encontrar quem foi o canalha que tirou essa foto”, disse o advogado. “Todos os responsáveis por essa covardia vão ter que pagar.”

      mazinha

      Gostou de ficar sabendo?

      Receba outras no seu Email e WhatsApp

        Seu nome (obrigatório)

        Seu e-mail (obrigatório)

        Número WhatsApp com DDD

        Autorizo o Portal Todas Funerárias a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários (Pare receber salve o nosso número WhatsApp em sua agenda 11 99567 7070)

         5,915 total de visualizações

        Clique e para ler tudo

        newsletter whatsapp

        Ataude Artigos Funerários

        ANUNCIE AQUI

        Recomendados

        JUNTOS EM 2022

        + Mais lidas