Ligue-se a nós

Uncategorized

Entendendo a vida de um profissional da morte

Publicação

no

Quem trabalha com a morte, tem vida e sentimentos

entendendo.a.vida.um.profissional.da.morte

Ao longo de minha curta vida sempre escuto:

Para que reconstruir a face de um morto se daqui apouco será sepultado?

  • Para que tanto cuidado se a pessoa já esta morta?
  • De que adianta uma urna urna linda se vai apodrecer?
  • Por que uma roupa linda se em breve estará envolto de um cadáver putrefado?
  • Para que flores tão lindas se em vida essa pessoa nunca recebeu flores?
  • Para que maquiar, perfumar se vai apodrecer?

Frases como essas não são exceções ouvirmos quando estamos em atendimento aos familiares, e tantas outras ainda mais absurdas já foram ditas que não se vale apena lembrar.

5Temos em mente que essa pessoa nunca venha necessitar de certos serviços, o que elas não compreendem que quando um Tanatopraxista reconstrói uma face, não é pela carne, que quando um Necromaquiador realiza seu trabalho maquiando um corpo inerte. E quando um Agente Funerário veste a mortalha coloca lhe as flores no ataúde,  perfumando o cadáver um belo perfume, tudo isso não é apenas para pessoa falecida ou para familiares e amigos.

É também para memoria da VIDA EXISTENCIAL daquele ser humano que ali se encontra presente, é para um funeral digno de lembranças de historias de vida que o óbito teve no longo de sua caminhada, seus amores, suas lutas, seus desejos, suas aventuras, suas dores, suas vitórias, suas alegrias e tristezas, estamos recriando um alguém que sonhou, lutou, venceu dia-a-dia as batalhas da vida, é com amor, dedicação, carinho e respeito.

Por isso todos os funerais realizados, não é apenas uma prestação de serviços a inserção de materiais de primeira linha, é uma ultima celebração de tudo que essa pessoa foi e que ficará na saudade. Deus na sua infinita bondade permitiu que cada pessoa fizesse parte da vida de muitas pessoas, de forma direta ou indireta. De fato todo esse material físico irá se deteriorar mas a mensagem que ficará sera de que em sua ultima homenagem foi feito o melhor. Ao exemplo se uma festa de aniversario, onde preparamos banquetes, oferecemos presente etc. e sabemos que todo aquele banquete também sera consumido e em pouco tempo ficara somente na lembrança. Porque num funeral não tratar da mesma forma. Com carinho e dedicação, não é verdade?

Todos os profissionais que trabalham para que uma cerimonia de despedida deve ser respeitado, amado por que ele exerce um dom, não melhor ou menor que todos bons profissionais famosos que conhecemos.

A este nossa homenagem e sabemos que um dia seremos cuidados por estes, que muitas vezes só são lembrados pelos seus erros, como se quem os julga nunca tivesse errado. É sabido que suas qualidade são verdadeiros dons concedidos a tão poucos e tão necessários em nosso mundo conturbado.

Realizam o melhor de sua profissão em doações a famílias de pessoas que nem conhece, mas por um momento os amamos, pois para ser profissional da morte tem que conhecer e reconhecer o verdadeiro sentido da VIDA e para cuidar de alguém mesmo morto sem esperar gratidão, só AMANDO muito o que faz!
Colaboração de: Adelino Junior

Gostou de ficar sabendo?

Receba outras notícias no seu E-mail e WhatsApp

    Seu nome (obrigatório)

    Seu e-mail (obrigatório)

    Número WhatsApp com DDD

    Autorizo o Portal Todas Funerárias a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários (Pare receber salve o nosso número WhatsApp em sua agenda 11 99567 7070)

     345 total de visualizações

    Clique e para ler tudo

    Fatalidades

    Bandidos assaltaram o padre no cemitério de Mario Campos BH

    Publicação

    no

    Bandidos assaltaram o padre e o administrador do cemitério em Mario Campos região metropolitana da capital de Belo Horizonte – MG 

    Bandidos assaltaram padre no cemitério de Mario Campos BHUm padre e funcionários do cemitério de Mario Campos BH, na região metropolitana da capital, foram assaltados na quarta-feira 13/04.

    Dois marginais invadiram a administração do cemitério armados com uma réplica de pistola, renderam o padre João Batista da Silva e o administrador do cemitério, levaram celulares, R$180,00 em dinheiro dos funcionários e a caminhonete de propriedade da igreja, que estava sendo usada pelo padre.

    De acordo com a Polícia Militar, o crime foi planejado. A dupla fugiu no sentido Sarzedo, também na região metropolitana, e foi presa na cidade em um cerco armado pela polícia.

    Os suspeitos Rafael Coutinho, 24 anos e Dionata Prado, 27 anos, foram presos e o carro foi recuperado. Um adolescente, de 16 anos, que teria participado do planejamento do assalto também foi preso.

     

     

     1,136 total de visualizações

    Clique e para ler tudo

    newsletter whatsapp

    Ataude Artigos Funerários

    PRÓXIMO EVENTO

    Recomendados

    + Mais lidas